Acompanhamento nutricional para grávidas

gestante1

A gravidez é um momento especial que deve ser vivido com tranquilidade e confiança de que tudo está a ser feito de forma a garantir o melhor crescimento e saúde do bebé que aí virá, sem nunca esquecer a Mãe.

Embora a gravidez não exija comer por dois como nos tempos das suas avós se dizia, deve comer pelos dois sim mas só em alguns nutrientes. Quero com isto dizer que o valor calórico do seu dia não irá aumentar assim tanto, mas algumas necessidades pontuais de nutrientes sim. Existem adicionalmente alguns cuidados especiais que tanto baralham as grávidas tais como “posso comer salada?”, “posso comer o queijo X ou Y?”, “posso beber café?”, essas e tantas outras dúvidas que surgiram verá serem esclarecidas se tiver um aconselhamento nutricional.

Caso não existam condições especiais, que exigem um acompanhamento mais rigoroso (como na diabetes gestacional, hipertensão arterial ou outros problemas), o acompanhamento da grávida pode ocorrer em 3/4 fases:

– Consulta pré-concepcional ou nos primeiros dias (assim que recebe a boa noticia);

– Consulta entre as 14 e as 16 semanas (entrada no 2º trimestre);

– Consulta entre as 25 e 28 semanas (entrada no 3º trimestre);

– Consulta pós-parto (alimentação na amamentação e acompanhamento na recuperação do peso).

Este acompanhamento (novamente caso não existam condições especiais), pode ser presencial em consultório ou online caso veja que isso lhe facilitará a vida, uma vez que nesta fase já sobra pouco tempo entre trabalho/análises/consultas de obstetricia etc etc…! 🙂

Para saber um pouco mais deste acompanhamento online envie-me um email para ritamralmeida@gmail.com, fico a sua espera!

 

Anúncios

Excelentes noticias para as grávidas!

sushiLi esta noticia com inveja, mas porque é que ninguém se lembrou disto antes (!?). Por mim bastava que tivesse sido em 2103 quando eu estava grávida… A verdade é que sushi foi uma das primeiras refeições quando cheguei a casa da maternidade. Fico feliz por saber que numa próxima gravidez já sei onde ir, basta passar a ponte!!

http://observador.pt/2015/05/23/esta-gravida-aqui-pode-comer-sushi/

Será que a dieta influencia o sexo do bebé?

o-que-fazer-para-engravidar-menino-ou-menina_AEstá a planear engravidar? Se tem preferências então saiba que pode haver uma relação entre aquilo que come na época da concepção e o sexo do bebé.

Um estudo realizado em Inglaterra mostrou que havia relação entre a dieta e o sexo do bebé, contudo não é uma ciência exata e por isso não podemos comprovar garantidamente a sua causa-efeito. Segundo estes investigadores as mulheres que consumiam uma dieta rica em calorias e potássio e comiam com regularidade cereais ao pequeno-almoço deram à luz mais rapazes, ao passo que as mulheres que consumiam menos calorias, tinham uma dieta mais proteíca e baixa em hidratos de carbono e geralmente “saltam” o pequeno-almoço geraram mais raparigas.

A razão para isso acontecer pode ser causada pelas diferenças de pH no corpo da mulher e no ambiente que se cria que irá facilitar ou não um ou outro tipo de espermatozóides X ou Y (de rapariga ou de rapaz respetivamente), tal como referi não é matemático que vá acontecer no entanto, por experiência própria posso comprovar que eu como quase todos os dias flocos de aveia ao pequeno-almoço e tive um rapaz.

Assim já sabe, se quer ter um rapaz então deve valorizar o consumo de cereais (mas já agora não coma os cereais “lixo”, invista nos bons e opte pelos flocos de aveia ou faça um muesly caseiro), coma bananas, batatas/batata-doce, abacate e tomate para consumir mais potássio. Se por outro lado, o seu sonho é ter uma menina então terá de optar por uma dieta proteíca com um reduzido consumo de hidratos de carbono.

Agora só me resta desejar-lhe boa sorte e bons treinos! 🙂

Insónias na gravidez

dark-good-night-lights-night-outdoor-favim-com-104295_largeEstar às voltas na cama, ter as pernas pesadas, dificuldade a respirar, idas constantes à casa de banho… as minhas noites têm sido assim! Mas, ter insónias no último trimestre da gravidez é comum, muito provavelmente resultado das alterações hormonais que ocorrem e do próprio desconforto que a barriga causa.

Já li várias dicas para dormir melhor, entre elas colocar almofadas nas costas, entre as pernas, dormir para o lado esquerdo, etc. As sugestões comigo não têm resultado porque única forma que ainda assim consigo dormir é mesmo de barriga para cima com duas almofadas para ficar com a cabeça mais alta.

A nutrição também pode ter um papel importante para estimular o sono, deixo aqui algumas dicas que também vos podem ajudar:

  • Evitar consumir cafeína a partir da tarde (café, chá preto/verde, refrigerantes à base de cola, chocolates…);
  • Nem 8 nem 80: não ir para a cama com fome nem demasiado cheia. Deve-se evitar refeições pesadas e muito condimentadas antes de dormir.
  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em magnésio, com propriedades relaxantes (ex. bananas)
  • Beber um copo de leite antes de dormir, é rico em triptofano um aminoácido responsável pela produção no cérebro da hormona do “sono” ou melatonina. Se não gostar de leite pode trocar por tâmaras secas, iogurte ou queijo.

Good night and good luck!!