A propósito dos açúcares

obesidade9A semana passada deu na SIC uma reportagem sobre nutrição que mexeu com os Portugueses. Assustou uns, alertou muitos e fez ver que nas nossas casas e na nossa alimentação, principalmente a dos nossos filhos, há muito a melhorar.

Querer dar o melhor aos nossos filhos não passa por lhes dizer sempre que sim, dar o chocolate sempre que pedem, trocar o pão do lanche por bolos porque outros amigos o fazem… dar o melhor aos nossos filhos é preocuparmo-nos com a sua alimentação e dar sim as opções mais saudáveis.

A reportagem focou-se muito no consumo de açúcares nas crianças, mostrou as consequências desse excesso e após a reportagem já se vê nos corredores dos supermercados mães a lerem rótulos, lançaram-se desafios nas redes sociais de 20/30dias sem açúcares, etc… Resultado surtiu efeito!

Não gosto de apontar de erros, prefiro sempre alertar para mudanças de hábitos alimentares pela positiva, mas hoje não vou por ai, deixo-vos alguns erros que têm de ser mudados:

“Agora já pode comer a comida da família”

Esta frase ouvem todos os pais quando vão à consulta de 1 ano de idade. E lembro-me perfeitamente da perplexidade do meu marido que me perguntou “então agora ele vai comer uma perna de cabrito assada no forno?” … essa passagem de alimentos em puré para a comida da família é gradualmente feita pelas próprias crianças. Elas vão se habituando aos paladares da família progressivamente assim como as novas texturas. No entanto, o que está errado é aquilo que se oferece à criança, se ontem havia uma série de regras (a alimentação do bebé no 1º ano de vida chega a ser matemática e milimétrica!) e se ainda ontem o bebé não comia sal, douradinhos, cereais de chocolate, bolachas recheada nem bebia sumos de pacote, então porque é que depois de uma simples frase tudo muda?

“Temos essas coisas em casa por causa do irmão mais velho”

Está o irmão mais velho livre de desenvolver obesidade, diabetes, hipertensão? Na minha opinião há certas coisas que nunca devem entrar numa casa, como por exemplo: batatas fritas de pacote e outros fritos do género, sumos de pacote (incluindo o tão “aparentemente” inofensivo super-açucarado-ice-tea), cereais de chocolate, bolachas recheadas, mini-pães recheados com chocolate… etc etc. Se os eliminarem da lista de supermercado e substituírem os snacks por fruta, iogurtes, queijinhos, pão… verão como as contas mensais daí de casa vão descer drasticamente assim como os ponteiros da balança.

Eles são pequenos e não podem escolher sozinhos, cabe-nos a nós sermos responsáveis pela sua saúde até termos autoridade para tal.🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s