Calor + Gravidez = Pernas inchadas

Favim_com-beach-boho-cute-drinks-feet-365952

 

 

Pernas inchadas e pesadas, tornozelos doridos, os sapatos que não servem… tudo isto são sintomas de edema, ou mais vulgarmente conhecido por retenção de líquidos. Esta é mais uma das habituais queixas de final de gestação, e eu não fugi a regra.

O calor potencia este efeito e não há dúvida que nos dias quentes é notório o aumento da retenção de líquidos nas minhas pernas. Mas ao que parece este fenómeno é comum em 75% das grávidas, mesmo aquelas que não estão no verão no fim da gravidez, é o chamado edema gravitacional.

Podemos apontar duas principais causas para a retenção de líquidos da gravidez: as alterações hormonais (aumento da progesterona) e o aumento do tamanho do útero. A partir do 5º mês o útero começa a comprimir os vasos da região pélvica dificultando assim o retorno do fluxo sanguíneo dos membros inferiores para o coração.

Proteja-se deste efeito incómodo evitando as horas de maior calor bem como evitando ficar muito tempo sentada ou de pé sem se mexer.

A alimentação também pode ajudar a prevenir a retenção de líquidos:

  • Beber muita água é fundamental.
  • Evitar bebidas com cafeína (café, chá preto, refrigerantes a base de cola, etc.)
  • Evitar o excesso de sal na dieta (atenção aos produtos de charcutaria que são demasiado salgados!)
  • Aumentar o consumo de potássio (vegetais e fruta)

Mesmo com estas recomendações não se esqueça do velhinho truque: Pernas para cima! Não há nada que alivie mais do que chegar a casa e colocar os pés para o alto com duas ou três almofadas.

E quando a retenção de líquidos se torna um problema de saúde? A isso chama-se pré-eclampsia. Amanhã deixarei um post sobre esse tema.

2 thoughts on “Calor + Gravidez = Pernas inchadas

  1. Fico á espera de ler o seu post de amanha. Eu até nem tenho inchado muito só mesmo nos dias de muito calor, também trabalho sentada e no ar condicionado, o que ajuda muito. Beijinhos e obrigada pelas dicas. Adoro ler o seu blogue!🙂

  2. Olá! Eu padeci deste mal na minha primeira gravidez cujo final foi mesmo no pico do calor, no fim de Julho. Para esta segunda gravidez nem me posso queixar muito, apesar de já de si ter derrames nas pernas, não tenho inchado, se bem que nos dias de mais calor dói-me um pouco as pernas… até ver tenho sido uma sortuda, também fruto de não ter (ainda) aumentado muito de peso.

    Cumprimentos
    Sandra C.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s